Suplementos

Iodo – previne o câncer e desintoxica

Iodo – previne o câncer e desintoxica

Quais os benefícios do iodo? Iodo terapia, para que serve? O Iodo é um halógeno (vide tabela periódica) que tem o poder de desintoxicar e alcalinizar o nosso organismo, aumentar a imunidade regular o metabolismo, por isso é muito difícil que você gripe quando os níveis de iodo estão ótimos no seu organismo, e mesmo que você já tenha alguma doença como a herpes por exemplo, o iodo fará com que a doença fique adormecida.

Iodoterapia, a ação do iodo no organismo:

Alcalinizante: Diminui a acidez do corpo, equilibrando o PH para níveis cada vez mais alcalinos. O Câncer se desenvolve em meio ácido, então essa característica já dificulta o desenvolvimento de câncer do seu corpo. A questão da acidez é o que faz os refrigerantes serem tão ruins para nós, tudo o que tem PH ácido vêm prejudicar nossa saúde.

Desinfetante: Mantém os microrganismos indesejados fora do alcance da corrente sanguínea, pois otimiza a capacidade de funcionamento dos órgãos e glândulas, que em seu estado ótimo não permitem entrada desses agentes e impedindo o acontecimento de infecções.

Desintoxicante: Elimina metais pesados do corpo, como o mercúrio, o chumbo, e cádmio, que está presente no cigarro, elimina os agrotóxicos ingeridos nas frutas e verduras, os venenos utilizados nas plantações. Quem nunca suplementou iodo (principalmente quem fuma), ao fazê-lo, pode ser que perceba uma reação no seu corpo de expulsão desses agentes, podendo ter algo parecido com alergia, ou manchas na pele, que é causada pela saída desses itens tóxicos. Conhecida por reação de Herxheimer, onde para melhorar, você tem que piorar um pouquinho (Karl Herxheimer, dermatologista alemão, 1861-1944).

 

Relação do iodo com o Câncer:

A falta de iodo faz com que esses órgãos que precisam dele para funcionar otimamente, fiquem abertos aos agentes externos, ou ao acumulo de metais pesados, essa abertura e esse acúmulo fazem com que aconteça a formação de cistos pelo combate a esses microrganismos nos órgãos e pelo bloqueio das funções pelos metais, esses cistos evoluem para nódulos, e futuramente esses nódulos vão virar câncer.

Sem iodo, o organismo se torna mais ácido, então, o câncer, que vive em meio ácido, encontra o local perfeito para se desenvolver. O organismo da criança é alcalino, e à medida que envelhecemos, o corpo vai se acidificando, logo, o organismo do idoso é mais ácido que o da criança, o uso do iodo reverte esse processo de acidificação.

Quem tem câncer de pele, quase sempre é alertado antes do diagnóstico pelo próprio corpo, esta pessoa relata que não sua, mesmo que faça atividade física a sudorese dela é muito pouca. Isso é causado pela deficiência do iodo, o indivíduo não elimina as toxinas, tudo de ruim fica acumulado na pele, futuramente causando cisto, nódulo e câncer de pele.

O iodo faz com que as células cancerígenas se suicidem. Todas as células normais do nosso corpo, ao ficarem velhas, passam pela apoptose, que é o processo de suicídio programado da célula por envelhecimento. O grande problema da célula cancerígena é o fato dela não passar pelo processo de apostose, e além disso o fato de se reproduzir 11 vezes mais rápido que uma célula normal. Então, a junção dessas duas características, não morre e se multiplica rápido, é o que torna o câncer tão devastador. As células cancerígenas passam a fazer o processo de apoptose quando em presença da iodolactona, que é formada pela alta concentração de iodo no organismo.

O grande gênio Otto Heinrich Warburg (1883-1970), que recebeu o Prêmio Nobel em 1931 pela sua tese “a causa primária e prevenção do câncer”, descobriu duas importantes propriedades das células cancerígenas: Se alimentam de glicose e São destruídas pelo oxigênio, então, a primeira coisa que deve ser feita ao descobrir um câncer é parar o consumo de glicose, ou tudo que pode ser transformado em glicose.

 

Quando se fala em iodo, pensamos logo na tireoide, porém o iodo está presente no corpo numa quantidade de 1.500mg, e na tireoide está presente apenas 50mg, ou seja, o iodo é importante para o corpo como um todo. 30% do iodo está nos músculos, 32% no tecido adiposo e 20% na pele, o restante está no esôfago, estômago, próstata, mama, ovários etc.

Portanto, é visto que o iodo está ligado com todas as reações do nosso corpo, e as hormonais  é que são as mais notadas, como o da tireoide, que é responsável pelo controle do metabolismo basal, manter a temperatura corporal em 36.6 (abaixo disso, a tireoide não está otimizada, estudo de 40 anos do Dr. Brothers Burns)

A tireoide produz um pro hormônio, que é o T4, tiroxina ou tetraiodotironina, e o T4 tem que virar T3, que é o hormônio verdadeiro, no fígado, nos rins, no intestino, e demais órgãos, mas isso só acontece se os níveis de iodo estiverem bons, e existem muitos medicamentos que interferem nesses níveis de iodo, como o uso de anticoncepcional, uso de beta bloqueador (como o Atenolol), estatina, cortizol elevado. A mulher com fluxo menstrual intenso perde muita ferritina, o que compromete a transformação da T4 em T3.

Se você tem o T4 aumentado e o T3 diminuído, devido ao mal funcionamento dos órgãos por falta de iodo ou por perda de ferritina na menstruação excessiva, o seu T4 vai se transformar em T3 reverso, o hormônio da hibernação. Quando seu corpo acumula T3 reverso, não tem como emagrecer, é impossível, mesmo com atividade física, dietas malucas, não tem como. Primeiro trata-se de impedir a transformação de T4 em T3 reverso, depois trata-se do emagrecimento. Como já dizia Dr. Ribeiro LGT, “Vou ficar saudável para emagrecer, não emagrecer para ficar saudável”

A tireoide, as adrenais e o pâncreas, funcionam como um órgão só, e são responsáveis por dizer se estamos doentes ou saudáveis. Se alguém está doente, é certo que tem algum problema em um desses três. Se a tireoide não está funcionando bem, as adrenais produzem mais cortisol para compensar, o que causa exaustão para as glândulas e deixa o indivíduo em estado de cansaço extremo.

A falta de iodo faz com que você tenha uma predisposição às doenças auto imunes, como a Psoríase e a Tireoidite de Hashimoto. O pão que comemos hoje em dia contém o glúten  (o integral é pior ainda, tem ainda mais glúten), que deixa o intestino hiper permeável, o que faz com que a proteína não seja quebrada em aminoácido e vá direto à corrente sanguínea. Quando entra na corrente, o organismo reconhece esse corpo estranho e manda anticorpos para atacá-la e destruí-la, e para nosso azar, esta proteína tem a mesma cadeia de aminoácidos (mesma sequencia de aminoácidos na cadeia) que a proteína encontrada na tireoide, a tireoperoxidase (TPO), e por semelhança, esses anticorpos vão atacar a TPO, ou seja, destruir a tireoide. É assim que acontece essa doença auto imune, ou seja, retire o pão da sua vida.

Além de todos esses males que fazem com que fiquemos com carência de iodo, ainda existem os bloqueadores de iodo do dia-dia, que são o Flúor, Cloro e Bromo.  Esses halógenos tem peso molecular menor que o iodo, que pela regra bioquímica, quem tem menor peso molecular se sobrepõe ao que tem peso molecular maior, desta maneira expulsa o iodo do corpo.

O Flúor é encontrado em pequena quantidade na água da torneira, e em grande quantidade nas pastas de dente e anti sépticos bucais. O Flúor é veneno e deve ser banido, use sempre pasta sem flúor, pois nunca foi provado que ele previne cárie, essa informação é usada apenas para fins comerciais e fomento da economia.

O Cloro é encontrado nas piscinas, saunas, água da torneira, e deve ser evitado pois apesar de estar presente no nosso corpo naturalmente, esse cloro encontrado nos locais citados é o cloro artificial, por isso a importância de utilização de filtro de carvão ativado para filtragem do cloro. E nos países desenvolvidos não existe tratamento de água de piscina nem de sauna com cloro, este tratamento é feito com ozônio.

O Bromo é encontrado nos fermentos, tudo que tem fermento está fazendo você ingerir Bromo, portanto, o bolo, o pão que você come, está lhe fazendo ingerir bromo sem saber. O cheirinho de carro novo é dado pelo Bromo que é colocado nele. Em países desenvolvidos este cheiro é repudiado, e é feito de tudo para retirar este cheiro.

A falta de iodo causa falta de memória,  falta de concentração, distúrbio de aprendizado, e nos mais severos dos casos o autismo.

O iodo que tem no sal não é iodo, é só iodeto. O iodo no sal passa por sublimação, passagem do estado sólido para o gasoso, estão o sal que é deixado aberto por mínimos 10 minutos, já perdem todo o iodeto presente nele. E o sal de cozinha que usamos NaCl, cloreto de sódio, não tem nada de iodo nele, esse é um veneno, o sal bom mesmo é o Sal Integral ou Sal Marinho não refinado, Sal Rosa do Himalaia(esses sais chegam ate a baixar a pressão)

O bócio não é parâmetro para medir o nível de iodo no seu corpo, pois um micro micro micro grama de iodo já não permite que você tenha bócio, mas não resolve sua carência de iodo.

O iodo é algo tão importante que é aconselhado em caso de vazamento radioativo de usinas nucleares, pois o iodo 131 (radiação) não consegue penetrar no corpo(receptor) que está ocupado pelo iodo e iodeto, então a radiação não consegue se instalar, o corpo não absorve esta radiação, pois o recipiente já está ocupado.

 

Onde encontrar o iodo:

O corpo absorve o iodo na forma pura e na forma de iodeto, a tireoide usa o iodeto, a mama usa iodo e iodeto, a pele e as glândulas salivares usam o iodeto, o estômago, o esôfago, os ovários e a próstata usam o iodo, então, por isso até hoje se utiliza para a suplementação a fórmula criada em 1829, pelo francês Jean Lugol, que é formada por 5% de iodo, 10% de iodeto e 85% de água, essa é a fórmula chamada de Lugol a 5%, que é feita em qualquer farmácia de manipulação, ou encontradas em alguns sites da internet.

Estudos realizados pelos médicos cientistas Brownstein e Flechas, mostram que  quanto mais cedo começa a dar iodo para a gravida, melhor será o QI da criança. Os estudos foram feitos dando iodo para as mulheres em meses diferentes da gestação, e apontou para aquelas que inseriam iodo nos primeiros meses tiveram filhos com QI superior às que inseriam no final da gestação.

O Dr. Ribeiro LGT indica uso diário de duas gotas de Lugol a 5%, diluído num pouco de água (30 ml duram 1 ano se tomado todo dia).

 

FONTES: David Brownstein, Gail Abraham, Jorge D. Flechas. (maiores autoridades mundiais do estudo do iodo).

 

Autor: Redação Saúde Alimentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

mais lidas em Suplementos