Fitness

Carnes, ovos e gorduras reduzem a obesidade

Carnes, ovos e gorduras reduzem a obesidade

Os estudos mais recentes mostram que na era paleolítica, onde só se comia carnes, peixes, vísceras, semente, frutas, os homens da época eram muito mais saudáveis que nós, pois a dieta era rica em tudo o que é indicado suplementar hoje em dia, pois não temos mais acesso a esses nutrientes:

As carnes são ricas em gorduras que necessitamos para o bom funcionamento do cérebro e de todas as nossas células, os peixes são ricos em ômega 3(peixes da antiguidade) e Iodo, as vísceras são ricas em Vitamina K2, as sementes em Magnésio e as frutas em fibras e vitaminas diversas. Além disso, tomavam Sol o dia todo, então os níveis de Vitamina D3 eram ótimos.

Essas informações são bem difundidas e aceitas hoje em dia, inclusive com matérias publicadas em sites da Globo (globo.com), como o Eu Atleta (euatleta.com).

O problema da atualidade foi a inserção dos óleos vegetais, que trouxeram o infarto para o mundo, dos refrigerantes, e dos açúcares e sódio, que estão presentes em quase tudo que consumimos. Portanto, essa ilusão que gordura faz mal foi disseminada para vender cada vez mais os produtos industrializados, que são a mazela da humanidade.

O desafio é, pare de comer industrializados (principalmente aquilo que tem açúcar, como sorvetes, doces e refrigerantes) e passe a comer o que foi citado no título deste texto que você vai emagrecer saudavelmente. Fundamentalmente, você terá que trocar os óleos vegetais pelo óleo de coco. Nas ilhas do pacífico, onde só se cozinha com óleo de coco, a obesidade é nula.

Aprenda: você precisa ensinar seu corpo a trabalhar com gordura ao invés de açúcar!

 

FONTE: Biff F. Palmer, MD, and Deborah J. Clegg, PhD. Achieving the Benefits of a High-Potassium, Paleolithic Diet, Without the Toxicity. Mayo Clin Proc. Beneficial effects on fatty acid composition and indices of fatty acid desaturase activity with a paleolithic-type diet during a two-year intervention in obese postmenopausal women. Blomquist C, et al.

 

Autor: Redação Saúde Alimentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

mais lidas em Fitness